Bebida

Budweiser cancela anúncio no Super Bowl pela 1º vez em 37 anos

Foto: iStock

da redação da Menu

No próximo dia 7 de fevereiro, o Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano, terá uma de suas tradições quebradas: a cerveja Budweiser decidiu que não irá exibir comerciais durante a transmissão da partida, um fato inédito nos últimos 37 anos.

+Confira petiscos para comer durante o Super Bowl que são sucesso nos EUA
+Apartamento na Flórida é totalmente decorado com latas de Budweiser
+Com pandemia, exportações de cachaça caem 23,9% em 2020

A decisão foi tomada por causa da pandemia do novo coronavírus. Em vez de anunciar durante o Super Bowl, que cobra cerca de US$ 5,5 milhões (cerca de R$ 30 milhões) por cada exibição de um comercial de 30 segundos, parte do valor será doado a uma campanha pra incentivar a vacinação nos EUA.

Antes do jogo, porém, a marca vai exibir pela internet um anúncio de 90 segundos estrelado por Rashida Jones, do seriado “The Office”, alertando as pessoas sobre a importância da vacinação contra o coronavírus.

As ações da Anheuser-Busch Inbev, fabricante da Budweiser, caíram 14,5% em 2020. Resultados ruins também fizeram com que a Coca-Cola e a Pepsi cancelassem seus anúncios no Super Bowl de 2021.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana