Noticias

Frituras aumentam risco de infarto em 28%, afirma novo estudo

Foto: iStock

Batatas fritas, coxinha, frango empanado crocante, torresmo e outras frituras são uma delícia, mas todo mundo sabe que essas receitas engordam pode fazem mal para a saúde, especialmente para o coração.

+Cientistas explicam por que a comida gruda em frigideiras antiaderentes
+Mulher prepara azeitonas recheadas enquanto é operada no cérebro
+Queijo e vinho tinto ajudam a manter o cérebro saudável, diz estudo

Um novo estudo publicado na revista médica Heart, da Sociedade Cardiovascular do Reino Unido, no entanto, afirma que esses alimentos são ainda mais prejudiciais ao organismo do que se imaginava.

Pessoas que comem frituras regularmente tem 28% mais chances de ter um problema cardiovascular, como um enfarto do miocárdio ou um acidente vascular cerebral (AVC).

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores da Universidade de Shenzhen (China) analisaram 17 estudos feitos nos últimos nove anos sobre o consumo de alimentos fritos – somados, os levantamentos reúnem informações de cerca de 500 mil pessoas.

Os autores da pesquisa, no entanto, não conseguiram determinar se algumas comidas são mais perigosas que outras e como esses alimentos danificam o sistema cardiovascular de seres humanos.

Também não é o caso para entrar em pânico: uma porção de torresmo está liberada de vez em quando, desde que você siga uma dieta equilibrada e faça exercícios regularmente.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana