Noticias

Protocolos contra covid não funcionam em bares, diz estudo

Foto: iStock

Bill Gates, fundador da Microsoft e atualmente à frente da Bill & Melinda Gates Foundation, defendeu que os moradores de países ricos deveriam apenas comer carnes vegetais ou sintéticas, com o objetivo de impedir o aquecimento global.

+Singapura é o 1º país a aprovar venda de carne de laboratório
+KFC faz novo teste com frango frito ‘de mentira’ nos EUA
+Restaurante de NY vende ‘presunto de melancia’ por R$ 400

A declaração foi feita em entrevista ao MIT Techonology Review, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA), em reportagem publicada nesta semana. Na reportagem, Gates explicou que os 80 países mais pobres do mundo, no entanto, deveriam continuar consumindo proteínas de origem animal.

“Acho que todas as nações ricas deveria adotar carnes 100% vegetais ou sintéticas. Você pode se habituar com o sabor e esses alimentos devem ficar ainda mais gostosos com o passar do tempo”, disse Gates.

Para que isso ocorra, o bilionário defendeu que os governos adotem medidas incentivando o consumo das carnes “de mentira” e criando mais impostos sobre proteínas de origem animal.

Segundo Gates, a criação de animais para consumo humano é responsável por um terço de toda a emissão dos gases responsáveis pelo aquecimento global. As informações são do site norte-americano “Fox News”.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana