Noticias

Protocolos contra covid não funcionam em bares, diz estudo

Foto: iStock

De acordo com um estudo recente feito nos EUA, os restaurantes são responsáveis por apenas 1,5% dos casos de contágio por coronavírus. Outro estudo, no entanto, feito na Escócia, indica que a situação é bem pior nos bares.

+Risco de contrair covid em restaurantes é muito baixo, diz novo estudo
+França muda legislação que proibia almoçar nas mesas de escritório
+Pandemia e auxílio emergencial fazem brasileiro beber mais cerveja

Segundo a pesquisa, publicada na segunda-feira (15) no periódico científico Journal of Studies on Alcohol and Drugs), os protocolos de segurança não funcionam em bares e pubs. O motivo é simples: os clientes alcoolizados logo esquecem de seguir as medidas de segurança necessárias para conter a proliferação da covid-19.

A conclusão foi obtida após Niamh Fitzgerald, professora da Universidade de Stirling (Escócia), e seus colegas visitarem 29 bares para observar como essas medidas de segurança funcionavam na prática, segundo reportagem da CNN norte-americana.

A equipe descobriu que os funcionários não usavam coberturas faciais de maneira consistente, alguns baixando as máscaras para falar com os clientes, e muitos bares ainda tinham problemas com superlotação.

Os pesquisadores também notaram que o consumo de álcool fez as pessoas obedecerem menos às regras de segurança. Foram vistas pessoas pulando de mesa em mesa, tocando-se e cantando ou gritando. Alguns clientes inclusive fizeram novos amigos.

Em um setor em que o cliente tem sempre razão, acaba sendo difícil para os donos dos estabelecimentos fazer os clientes obedecerem aos protocolos de segurança, destacou o estudo.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana