Noticias

Idosa comemora 100 anos trabalhando em loja do McDonald’s nos EUA

Foto: Divulgação/McDonald's

Nesta quarta-feira, Ruth Shuster, moradora da cidade de Irwin, no Estado da Pensilvânia (EUA), completou a chegada aos 100 anos de uma maneira pouco comum para a idade: trabalhando em uma loja da rede de fast-food McDonald’s.

+Gim e uvas passas salvaram avó de 105 anos da covid, diz neta
+Freira de 117 anos comemora aniversário com champanhe e vinho
+Aos 103 anos, mulher celebra cura do coronavírus com cerveja

Ruth trabalha há mais de 25 anos na unidade, e vai três vezes por semana ao estabelecimento para limpar mesas e receber clientes carinhosamente.

A idosa é tão querida que a loja da rede de fast-food precisou até abrir uma caixa postal especial receber os cartões de aniversário enviados pelos clientes para Ruth.

Antes da pandemia de coronavírus, as sextas-feiras eram os dias preferidos da idosa, que cantava e dançava na hora de entregar os pedidos dos consumidores.

Ela também disse que sente falta de suas atividades sociais, especialmente dançar. “Costumava dançar quatro vezes por semana. Agora não tem mais lugar nenhum para dançar”, lamentou Ruth, em entrevista ao canal de notícias local Fox19.

Apesar disso, ela disse que tenta não desanimar e promete continuar trabalhando enquanto for possível. “Para mim, é só mais um número. Fiquei viúva aos 50 anos e desde então tenho trabalhado. Eu gosto disso, pago minhas contas. Nunca tive muito dinheiro, mas sempre foi o suficiente”, acrescentou.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana