Noticias

Ceará dará auxílio de R$ 1.000 a trabalhadores de bares e restaurantes

Foto: iStock

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou na noite de quinta-feira (4) um pacote de ajuda financeira para o segmento de bares e restaurantes durante esta nova fase da pandemia do novo coronavírus. Uma das mais importantes é um auxílio-emergencial de R$ 1.000 para trabalhadores do setor que estão desempregados.

+Manifestantes tentam impedir fechamento do maior restaurante chinês de NY
+Bares e restaurantes criticam fase vermelha em SP e pedem “ajuda real”
+Restaurante pede para funcionários devolverem 10% do salário por causa da pandemia

No Twitter, Santana explicou que o pagamento será feito em duas parcelas de R$ 500. Garçons, cozinheiros, auxiliares de cozinha, entre outros que perderam seus empregos, deverão fazer um cadastro para receber o benefício.

Para as empresas, o governo cearense prometeu parcelar os débitos do ICMS dos estabelecimentos em até 60 meses e isentar veículos registrados em nome de empresas do setor do pagamento do IPVA em 2021.

As contas de água de bares e restaurantes também terão isenção nos meses de março, abril e maio, assim como débitos do período entre março de 2020 até fevereiro de 2021. Com isso, o Ceará é o primeiro Estado a anunciar um pacote de auxílio emergencial voltado diretamente ao setor de bares e restaurantes.

 

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana