Bebida

Cervejaria dos EUA afirma ter criado cerveja mais apimentada do mundo

Foto: iStock

Embora existam estilos bem alcoólicos, a maioria das cervejas pode ser considerada refrescante – e é justamente por isso que elas são consumidas e amadas no mundo todo, diga-se de passagem.

+Cervejas no Brasil estão entre as mais baratas do mundo, indica ranking
+Arqueólogos descobrem cervejaria de 5.000 anos no Egito
+Após prejuízo milionário, Heineken vai demitir 8 mil funcionários

Não é o caso, porém, da Signal One 2.0, criada pela Maltese Brewing Company, do Estado de Virginia (EUA). Isso porque a bebida é feita com um ingrediente inusitado: pimentas Carolina Reapers, apontadas pelo Guinness, o Livro dos Recordes, como as mais fortes do mundo.

De acordo com reportagem do site “Food & Wine”, Roy Parrish, um dos sócios da Maltese, também quer garantir um lugar no Guinness para a sua criação, como a cerveja mais apimentada do mundo.

Para isso, Parrish enviou amostras da cerveja à Universidade de Mary Washington, onde os pesquisadores vão analisar a quantidade de capsaicina e dihidrocapsaicina – as substâncias que conferem ardor às pimentas – na bebida.

Essa análise deve ser enviada para o Guinness até o fim deste mês, mas ainda deve demorar um alguns meses até que o resultado seja confirmado.

Aparentemente, não será um problema para a Signal One 2.0 receber o título de cerveja mais apimentada do mundo. Ao contrário daquela latinha que se bebe igual água em um dia de verão, a Maltese afirma que é quase impossível tomar meio litro de cerveja em menos de 10 minutos.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana