Bebida

Cerveja chamada “suporte emocional” começa a ser vendida nos EUA

Foto: Divulgação

Em 2020, Floyd Hayes, morador de Nova York (EUA), ficou famoso por tentar registrar sua cerveja preferida como “um animal de suporte emocional”. À época, Hayes, que se intitula como diretor criativo e “produtor de ideias”, admitiu que estava apenas brincando e, com sorte, ele poderia conseguir uma permissão para entrar no metrô tomando uma cerveja (o que é proibido por lá).

+Casal oferece cerveja grátis para fazer amigos na vizinhança
+Cervejaria dos EUA afirma ter criado cerveja mais apimentada do mundo
+Cervejas no Brasil estão entre as mais baratas do mundo, indica ranking

E agora a piada ganhou um novo capítulo: em parceria com a Woodstock Brewing, Hayes lançou a Emotional Support Beer (Cerveja de Suporte Emocional). Trata-se de uma gelada do estilo India Pale Ale com lúpulo Citra, com notas de maracujá e manga, segundo a cervejaria que desenvolveu a receita.

A brincadeira também tem um lado positivo: parte da renda obtida com a venda das cervejas – um pack com quatro latas de 473 ml será vendido por US$ 20 (cerca de R$ 115) – será destinado a um abrigo de animais abandonados. “Sempre apoiei e continuarei apoiando abrigos e entidades que cuidam de animais”, disse Hayes, em entrevista ao site “Food & Wine”.

A Emotional Support Beer está sendo vendida apenas em Nova York e o primeiro lote já foi enviado aos distribuidores. A Woodstock Brewing promete fazer novas levas da cerveja ainda neste ano.

(*) Da redação Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana