Noticias

“Pesadelo na Cozinha”: diretor já chamou polícia para separar briga

Foto: Divulgação/Band

Comandado pelo temperamental chef Erick Jacquin, “Pesadelo na Cozinha” é um reality show intenso, cheio de broncas e discussões. E já aconteceu de os ânimos ficarem tão exaltados que foi preciso chamar a polícia para dar um jeito na situação, revelou Max Solla, diretor do programa.

+3ª temporada de “Pesadelo na Cozinha” estreia hoje
+Erick Jacquin inaugura o Jojo Gastrô, restaurante por delivery em SP
+“Vergonha da profissión”: Jacquin comenta as piores brigas do reality

“Tive que parar uma gravação e ligar para a polícia porque, entre os convidados para experimentar a comida, aconteceu uma confusão que saiu do controle. Rapidamente as autoridades chegaram e conseguimos dar um jeito para voltar ao andamento normal da gravação”, contou Solla, em entrevista ao “Portal da Band”.

A terceira temporada de “Pesadelo”, que estreia hoje às 22h45 na Band, teve outras saias-justas, segundo o diretor: “Interrompemos uma filmagem porque o dono do restaurante estava completamente bêbado. Não vou falar onde para não dar spoiler, mas rolou.”

Felizmente, diz Solla, essas situações não acontecem o tempo inteiro, apesar da tensão. “O que prevalece são as histórias, os donos, os funcionários, a culinária e o tipo de cozinha que se faz”, opinou.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana