Noticias

Governo de SP libera restaurantes para entregar pedidos na calçada

Foto: iStock

Depois de uma disputa judicial com representantes do setor de alimentação fora do lar, o governo de São Paulo liberou a retirada de pedidos na porta dos bares e restaurantes, também chamado de take away, que foi proibido quando foi decretada a volta da fase vermelha ao Estado para combater a pandemia do novo coronavírus.

+Restaurantes de SP pedem liberação de pedidos por take away
+Setor de bares e restaurantes diz que está em “estado terminal”
+Senado estuda ajuda de R$ 2 mil e isenção de tributos para restaurantes

Nesta quarta-feira (31), o comitê da covid do Estado enviou um comunicado a bares e restaurantes esclarecendo que “é possível a mera retirada (de pedidos), estando o consumidor no espaço externo do estabelecimento, ao ar livre, sem reunião, concentração ou permanência de pessoas, em dinâmica análoga à do drive thru”.

Segundo reportagem da “Folha de S. Paulo”, a flexibilização foi dada em resposta à Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que pedia a liberação do take away.

A entidade argumentou que a retirada ajuda a diminuir as filas de entregadores nas portas dos estabelecimentos, com risco de contágio, e é uma opção mais barata que o delivery nos bairros de baixa renda.

Patricia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico, porém, ressaltou que as entregas não podem ser feitas dentro do restaurante.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana