Noticias

Ex-guarda-costas diz que Donald Trump deve a ele R$ 730 de McDonald’s

Foto: iStock

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump aparentemente fez com que um ex-guarda-costas pagasse a conta da rede de fast-food McDonald’s.

+ McDonald’s bate recorde de vendas com patrocínio no BBB 21
+ Sem tempo, irmão! 23 sanduíches para fazer na quarentena
+Restaurante de SP faz sucesso com versão de saudoso MCFish

É o que garante Kevin McKay em entrevista recente ao tabloide Daily Mail. De acordo com o ex-funcionário do político e empresário ele teria pago sozinho uma conta cerca de R$ 730 (US$ 130) em 2008.

No relato, McKay conta que Trump estava visitando um de seus campos de golfe na Escócia e não tinha nenhuma moeda local quando sua equipe parou em um McDonald’s antes de voar de volta para os EUA. “Então, ele me perguntou se eu poderia emprestar o dinheiro”, recorda, sobre a compra de 20 cheeseburgers com fritas e entre 10 e 15 refrigerantes.

O homem, que diz ter sido demitido em 2012 após 5 anos de serviços prestados, ainda contou que era muito para ele gastar e que ganhava cerca de R$ 15.000 (US$ 2.700) por mês como guarda-costas de Trump. McKay nunca chegou a cobrar a dívida e afirma que o ex-patrão também nunca se ofereceu para devolver o montante.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana