Bebida

Cientistas calculam o número de borbulhas de uma cerveja perfeita

Foto: iStock

Ninguém gosta de cerveja choca. As borbulhas presentes em um copo de cerveja, porém, são mais importantes do que se imagina. Além de serem responsáveis por formarem o colarinho, as pequenas bolhas de gás carbônico ajudam a conferir um pouco de acidez, necessária para equilibrar os sabores da bebida.

+Heineken vai distribuir marca de cerveja Blue Moon no Brasil
+Hotel promete cerveja em torneiras para beber enquanto se ensaboa
+Cervejaria oferece R$ 115.000 mais benefícios a cachorro

Outro papel importante das borbulhas é que elas transportam os aromas e sabores das cervejas. Não é à toa que uma cerveja sem gás parece “morta”: sem o gás carbônico, os sabores ficam “estacionados” dentro do copo.

Mas quantas borbulhas estão presentes em uma cerveja perfeita?

Após analisar centenas de bebidas (pelo bem da ciência, claro), pesquisadores da Sociedade Americana de Química chegaram à conclusão que uma gelada deve ter entre 200 mil e 2 milhões de borbulhas, levando em consideração que a breja em questão é do estilo Lager, o mais consumido no mundo inteiro.

Para chegar a esse valor, os pesquisadores usaram uma técnica desenvolvida pelo cientista Gérard Liger-Belair, da Universidade de Reims Champagne-Ardenne, na França, que descobriu que uma taça de champanhe perfeita tem cerca de um 1 bilhão de borbulhas.

O método consiste em servir a bebida em um copo padrão, em um ambiente com temperatura controlada. O processo é então fotografado em alta velocidade para observar como as bolhas de gás carbônico se formam no copo. O resultado completo pode ser conferido no site da Sociedade Americana de Química (em inglês).

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana