Noticias

Vegana invade restaurante e acusa clientes de cometer “holocausto”

Foto: Reprodução/Instagram

Tash Peterson, ativista vegana de 26 anos, invadiu um restaurante especializado em pescados e frutos do mar na cidade de Perth (Austrália) e acusou todos os clientes do local de promoverem um “holocausto aos peixes“.

+Adidas produz tênis vegano feito com “couro” de cogumelos
+Indústria de alimentos veganos fatura US$ 5 bi nos EUA
+ONA é o 1º restaurante vegano do mundo a receber estrela Michelin

Conhecida por suas ações radicais, Tash subiu em uma das mesas e começou a discursar. “Neste momento, milhões de peixes, golfinhos, baleias e outros animais marinhos estão sendo capturados em redes e asfixiados até à morte. Peixes sentem dor, assim como nós”, afirmou a ativista.

Manifestantes que acompanhavam Tash também ergueram cartazes pedindo para que as pessoas assistam ao documentário “Seaspiracy”, disponível na plataforma de streaming Netflix, que aborda a questão da pesca predatória.

Toda a ação foi gravada e postada no perfil no Instagram da ativista, dividindo opiniões. Muitas pessoas elogiaram a disposição de Tash em promover a causa vegana. Outros usuários, porém, disseram que as ações radicais afastam as pessoas do veganismo.

Instagram will load in the frontend.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana