Bebida

Vinho envelhecido no espaço pode ser vendido por US$ 1 milhão

Foto: Space Cargo Unlimited

Uma garrafa do renomado vinho francês Pétrus, safra 2000, envelhecido por 14 meses no espaço, na Estação Espacial Internacional (ISS), será leiloado pela Sotheby’s e pode ser vendido por até US$ 1 milhão (R$ 5,45 milhões). Para efeito de comparação, um Pétrus 2000 hoje é vendido por US$ 5,5 mil (cerca de R$ 30 mil).

+Rede de supermercados lança nugget ao espaço sideral
+Restaurante inglês tenta lançar pastel ao espaço, mas quitute cai na França
+Nasa vai pagar US$ 500 mil para quem ajudar a produzir comida no espaço

Caso a garrafa alcance esse valor, será o vinho mais caro já vendido até hoje. Atualmente, o recorde de garrafa de vinho mais caro do mundo pertence a um Romanée-Conti de Borgonha, safra 1945, vendido por US$ 558 mil (cerca de R$ 3 milhões).

O Pétrus em questão foi enviado ao espaço em novembro de 2019 e testes realizados por especialistas comprovaram que a bebida tem cores, aromas e sabores diferentes de um Pétrus envelhecido pelos métodos tradicionais.

Essa foi a primeira vez que a ISS transportou uma garrafa de vinho para o espaço e a envelheceu em um ambiente controlado, como parte de seis experimentos da nova empresa europeia Space Cargo Limited, que pesquisa o futuro da agricultura e dos alimentos na Terra.

O Pétrus espacial, porém, não será leiloado, mas, sim, oferecido em venda privada, operação em que o preço e o comprador não são revelados se não houver autorização. A receita obtida com a venda será usada para financiar missões espaciais com foco na agricultura, de acordo com reportagem da AFP.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana