Noticias

Mulher é presa por matar menino de 10 anos com espetinho envenenado

Foto: iStock

A indonésia Nani Aprilliani, 25, foi presa por matar acidentalmente um garoto de 10 anos com um espetinho envenenado. De acordo com o jornal britânico “The Times”, Nani tentou se vingar de seu ex-namorado, um policial identificado apenas como Tomy, que terminou com ela para se casar com outra mulher.

+Em dia de fúria, motoboy vandaliza restaurante onde trabalhava
+Homem rouba 14 caixas de cerveja e bota a culpa na esposa
+Cliente de restaurante leva tapa de morador de rua e revida; assista

Para matar Tomy, Nani pediu para o motorista Bandiman Faiz Prasety entregar uma porção de espetinhos de carne com molho de amendoim para a casa do policial. O homem, porém, não se encontrava em sua residência e sua esposa se recusou a receber o pedido.

Para não jogar a comida fora, o motorista levou a comida para casa e serviu os espetinhos para sua mulher, que não teve a identidade revelada, e para o filho, Naba Faiz Prasety.

Os dois começaram a espumar e vomitar e Bandiman imediatamente os levou para um pronto-socorro. Os médicos conseguiram salvar a esposa, mas Naba, infelizmente, não sobreviveu.

A polícia analisou os alimentos e descobriu que o molho de amendoim havia sido misturado com veneno de rato – Bandiman, por sorte, não comeu o molho. Ele também forneceu pistas que levaram à prisão de Nani no dia 30 de abril, cinco dias após a morte de Naba.

Nani encontra-se presa pela acusação e crime de homicídio premeditado. Ela pode ser condenada a 20 anos de prisão ou até a pena de morte.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana