Noticias

Chef fecha delivery por causa de aglomeração de Bolsonaro no RJ

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A aglomeração promovida pelo presidente Jair Bolsonaro neste domingo (23), no Rio de Janeiro, fez a premiada chef Roberta Sudbrack suspender o delivery de seu restaurante. A decisão foi tomada para garantir a segurança de seus funcionários, justificou a cozinheira.

+Rita Lobo rebate Bolsonaro e dá receita para “idiotas que ficam em casa”
+Churrasco de Bolsonaro teve picanha que custa R$ 1.799 o quilo
+CPI critica aglomeração no Rio e reconvoca Queiroga e ex-ministro

Segundo reportagem do jornal “O Globo”, Roberta disse que não queria ver os motoristas dela circulando pela cidade no mesmo dia do presidente.

“Neste domingo, nosso delivery não vai funcionar. Não queremos nossos motoristas circulando pela cidade no mesmo dia que o senhor presidente promoverá, mais uma vez, aglomeração e dará maus exemplos, enquanto pessoas são intubadas sem sedativos nos hospitais! Agradecemos pela sua compreensão”, escreveu a chef em seu perfil na rede social Instagram.

A manifestação promovida por Bolsonaro no Rio de Janeiro foi o principal assunto do fim de semana, inclusive por causa da participação de Eduardo Pazuello, general e ex-ministro da Saúde. Pazuello é general da ativa do Exército e, por isso, é vedado pelo regimento interno das Forças Armadas a participar de manifestações políticas.

Muitos nomes importantes da gastronomia brasileira têm criticado a atuação de Bolsonaro durante a pandemia do novo coronavírus, que já matou cerca de 450 mil brasileiros.

Na semana passada, a cozinheira Rita Lobo, do site Panelinha, ironizou o presidente, que chamou de “idiotas” as pessoas que ficam em casa por causa da covid-19.

(*) Da redação da Menu

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Garçonete demitida por ciúmes agora fatura com fotos sensuais
+ Chef Henrique Fogaça fecha restaurante no RJ e demite 200 funcionários
+ Torta de sorvete é sobremesa para fazer no fim de semana